A advogada osasquense Jessica Scapin criou um abaixo assinado com o objetivo de pressionar o poder público da cidade a aprimorar os equipamentos presentes na cidade que combatam a violência contra a mulher. No Brasil, a cada 2 minutos uma mulher é violentada e com a pandemia os dados se agravaram ainda mais. Houve um crescimento de quase 50% nos casos de mulheres vítimas de violência doméstica e feminicídio, segundo dados oficiais.



       A delegacia da mulher em Osasco funciona apenas em horário comercial e não há comunicação entre os órgãos públicos e as ONG’s que atuam para o enfrentamento desse problema. Além disso, a Coordenadoria da Mulher da cidade (Coordenadoria da Mulher e Promoção da Igualdade racialnão tem um serviço de transparência que disponibiliza dados reais dos casos de violência doméstica e feminicídio que acontecem na cidade, serviço que seria essencial para acompanhamento e mapeamento com o objetivo de ampliar as políticas públicas. 

        Para assinar o abaixo assinado e ajudar a advogada na luta para a melhora desses equipamentos importantes CLIQUE AQUI e preencha os dados solicitados.
      

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Segurança

Saúde