O Vila Yolanda é um bairro localizado na zona sul da cidade de Osasco que possuí aproximadamente 16.600 habitantes segundo o senso de 2006 divulgado pelo IBGE. Nos últimos anos, o bairro vem recebido alguns empreendimentos imobiliários de alta densidade como o Vitta Clube de Viver, Repletto Condomínio Clube e o Resort Eco Vida, onde os três mencionados possuem médio padrão com e mais de uma torre.

       O Parque mais próximo do bairro localiza-se no Jardim das Flores, o Parque Ecológico Dionízio Alvares Mateos está situado na Rua Vitória Régia. Dentro do próprio bairro há apenas praças de pequeno e médio porte, como a conhecida Praça do Salgado, que divide o Santo Antônio, Jaguaribe e o Vila Yolanda. Além disso, na gestão de Jorge Lapas (PDT) foi construída uma extensa ciclovia na Avenida Visconde de Nova Granada, que tem sido utilizada pelos moradores como um espaço de lazer.

       O maior atrativo do bairro para os novos moradores foi a proximidade com a Estação Comandante Sampaio (CPTM) e a facilidade de locomoção para a região central de Osasco de automóvel ou transporte público, além do valor "interessante" do m² para imóveis no local. Todavia, para a moradora Sandra, da Rua Justino Alves Batista, ainda há déficits no local e o principal deles é a falta de opções de lazer.

       Entre a Rua Jaú, Rua Humberto de Campos e a Rua Justino Alves Batista há um terreno de aproximadamente 47 mil m² que já foi ocupado pelas empresas Transdroga e Mills, porém, já está há anos vazio sendo comercializado pela construtora Savoy. "Essas empresas saíram daqui pois é um bairro extremamente residencial. A Mills fazia muito barulho e a Transdroga trazia um movimento gigantesco de caminhões. Creio que esse local ficará vazio, então porque não aproveitá-lo para fazer um grande espaço de lazer para os moradores aqui do bairro e arredores? Estamos precisando", afirma o morador Adalberto Moreira, residente do Vila Yolanda há 25 anos.

       O terreno conta com uma grande área verde, um galpão e um edifício de cinco andares. O medo dos habitantes é que o local seja adquirido por uma construtora para o lançamento de mais edifícios, subtraindo uma das poucas áreas verdes presentes no bairro. A ideia é antiga e se adotada, traria diversos benefícios para os moradores do Vila Yolanda e do Jardim Santo Antônio principalmente. 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Segurança

Saúde