O City Bussocaba é um bairro de alto padrão localizado na Zona Sul de Osasco. O local possuí apenas residências de baixa densidade e o Parque Municipal Chico Mendes em sua região central. Uma de suas divisas é com o distrito do Butantã, localizado na Zona Oeste da cidade de São Paulo, cujo limite é definido pela Rua Kenkiti Shimomoto.

       Durante a gestão Fernando Haddad (PT) em São Paulo e Jorge Lapas (PDT) em Osasco, a construtora Tenda lançou um grande empreendimento imobiliário em um terreno na área da divisa, porém, já localizado em São Paulo. Apesar do local de construção ser na Capital Paulista, todos os acessos dos condomínios se dão pelo City Bussocaba, no lado osasquense. Até o momento são três residenciais populares: Ágata, Granada e Água Marinha. Todavia, o problema começou com o fato do projeto dos empreendimentos não contar com vagas de garagem em seu interior, em uma via sem linhas de ônibus devido a tipologia do bairro ali existente. Na época, o então prefeito de Osasco, não teve o poder de solicitar o embargo e a Prefeitura de São Paulo se omitiu da situação.

       Quando os apartamentos começaram a ser ocupados os problemas para os moradores de Osasco começaram: O excesso de carros na via dos condomínios e arredores foi notório logo nos primeiros dias de ocupação: "Eu só queria saber como esse empreendimento foi liberado. Por dias, saindo pra trabalhar, tive de fazer um barraco imenso na portaria do condomínio pois tinha um veículo na frente da minha garagem. O movimento de carros aumentou muito e a falta de planejamento e responsabilidade foi gigantesca", desabafa o empresário Éder Giondo, morador antigo da City Bussocaba. 

       
Osasco
Foto por: Diva Cruz

Propaganda duvidosa:

       Muitos dos novos habitantes afirmam que a Construtora Tenda anunciou os condomínios de forma a levar seus compradores a acreditarem que estariam adquirindo um imóvel próximo a Estação Butantã, da Linha Amarela do Metrô, que está localizada a aproximadamente 11km do empreendimento, enquanto a Estação Osasco da CPTM localiza-se a 6,6km. A falta de vagas de garagem seria justificada por essa suposta proximidade, mas a rua não conta com linhas de transporte público, sendo a via mais próxima a contar com o serviço a Avenida Engenheiro Queiroz Teles, no bairro vizinho Jardim D'Abril.

       Para suprir o déficit criou-se uma Garagem comunitária na rua das edificaçõe, que segundo moradores, possuí alvará de funcionamento emitido pela Prefeitura de Osasco e também alvará do corpo de bombeiros. Cada condômino que a utiliza tem sua própria chave e o equipamento têm funcionado bem para retirar os veículos das ruas. Porém, esse equipamento está ameaçado de lacração pelo poder público.

       Os moradores do bairro afirmam que de fato o número de automóveis estacionados próximos as suas residências, apesar de ainda alto, diminuiu consideravelmente após a adoção do terreno como garagem e defendem a criação de mais equipamentos do tipo, porém, acreditam que a implantação das vagas deva ser feita pela própria construtora que entregou os apartamentos no local. Até o momento a Prefeitura de Osasco não se posicionou sobre o caso.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Segurança

Saúde