Osasco é uma cidade localizada na Zona Oeste da Região Metropolitana de São Paulo, sendo um município totalmente conurbado com a Capital Paulista. Apesar de ficar ao lado dos principais polos empresariais e comerciais de São Paulo, Osasco consegue gerar uma boa quantidade de empregos sem haver - por enquanto - isenções fiscais e atrair empresas de grande porte como o Bradesco, IFood, Mercado Livre, B2W e Sem Parar.

       O município destaca-se também por possuir grandes polos comerciais de rua, como a região da Rua Antônio Agu, que conta com eixos de comércios específicos como a Rua Pedro Fioretti, local conhecido por lojas de móveis planejados e outros de produtos diversos, como o próprio calçadão e a Rua Dona Primitiva Vianco. Além disso, Osasco possuí quatro shoppings centers de grande porte que movimentam muito a economia local.

       A cidade tem uma característica interessante: No percorrer de suas periferias há grandes vias comerciais que também concentram grandes lojas e serviços. Avenida Benedito Alves Turíbio, Avenida João de Andrade, Avenida Cruzeiro do Sul e a área da Capelinha do Helena Maria são locais com grandes redes como Cobasi, Casas Bahia, Sodiê Doces, Agências bancárias e comércios familiares. Com isso, os habitantes dos bairros afastados da região central tem a oportunidade de apreciar os próprios bairros, sem a necessidade de deslocarem-se até o centro. Porém, essa característica não é aproveitada pela Prefeitura Municipal.

       "Aqui a gente abastece muito bem os moradores do Bela Vista, Jaguaribe e Cipava. Muita gente passa aqui e compra roupas e até mesmo caminha por aí. Mas falta estrutura. Poderíamos ser muito maiores e mais reconhecidos.", afirma a comerciante Ana Clara, com comércio na Avenida Antônio Carlos Costa.


       A característica de bairros afastados possuírem eixos de importância comercial é uma raridade nas grandes cidades do século XXI. O conforto de se ter serviços na porta de casa na maioria dos municípios é exclusivo para os bairros da região central, mas em Osasco o que acontece é o contrário. A periferia pode se abastecer na própria periferia.

       Esse fato poderia ser melhor aproveitado com investimentos no setor urbano. Calçadas mais largas, mais linhas de ônibus, iluminação urbana, arborização e mobiliário como bancos e lixeiras poderiam ser instalados no percorrer das avenidas mencionadas no artigo. Assim o comércio local seria valorizado e os moradores das periferias teriam cada vez mais qualidade de vida.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Segurança

Saúde