Inaugurado no início de 2016 durante a gestão Geraldo Alckmin, o Centro de Radioterapia do Instituto do Câncer do Espado de São Paulo (ICESP) localizado em Osasco, no bairro Vila Yara anunciou que encerrará seu funcionamento até Maio de 2020 devido ao fim da garantia de suporte técnico do equipamento que tinha capacidade para 600 sessões mensais.

       Com o fim do equipamento, os usuários da unidade de Osasco, até então a única fora da capital, terão que se deslocar até o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde concentram-se todas as atividades do instituto. Em 2016 o ICESP Osasco ganhou destaque por ser o único local fora da Capital Paulista a oferecer o serviço. 

       A Equipe da Osascomídia entrou em contato com a Prefeitura de Osasco para saber quais medidas seriam tomadas com relação ao fim do equipamento na cidade, tendo em vista que o ex-prefeito Jorge Lapas (PDT) esteve junto do ex-governador para cobrar melhorias no equipamento durante seu mandato. A resposta da imprensa foi clara e objetiva: A Prefeitura de Osasco não tem alçada para interferir tendo em vista que a unidade é administrada pelo Governo do Estado de São Paulo.

       O anúncio oferecido como resposta à manifestações do Deputado estadual Emídio de Souza (PT) tem gerado indignação na internet: "Esse prefeito e esse governador só são omissos porque não utilizam o equipamento. Eu ia com a minha mãe nessa unidade para as sessões, agora terei que arrumar dinheiro para ir até São Paulo", diz a munícipe de Carapicuíba Claudia Aparecida.

       Até então o Governo do Estado de São Paulo não se manifestou sobre o ocorrido, deixando a população incerta sobre o futuro desse serviço prestado pelo ICESP Osasco a toda a Região Oeste.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Segurança

Saúde