Imagens: Marcelo Deck

       Dois muros foram grafitados e se tornaram verdadeiras ‘'galerias a céu aberto'’ em Osasco. O primeiro a ser inaugurado no sábado (14/12) foi o paredão da empresa Belgo Bekaert Arames, no Centro. Já no domingo (15/12) foi a vez do viaduto Presidente Tancredo de Almeida Neves, no Piratininga.

       Entre as avenidas dos Autonomistas, João Batista e Marechal Rondon, o muro da Belgo Bekaert possui 2,800 m² e se tornou o maior painel de grafite de Osasco e o segundo maior do estado de São Paulo. O projeto que teve a coordenação artística de Dingos Del Barco, contou com a participação de 25 artistas locais e da região, e trouxe o tema meio ambiente com imagens da fauna e flora brasileira.

       Segundo Éder Máximo, secretário da Cultura, a parceria entre poder público e iniciativa privada não tem custo para o município e tem o objetivo deixar a cidade mais alegre, com o convívio social melhor, além de impactar a vida de milhares de pessoas que diariamente passam nesses locais.

Viaduto Presidente Tancredo de Almeida Neves


       “Fizemos uma parceria com a Okamoto Arquitetura, Corante Tintas, Colorgin e com 22 artistas da cidade e região para que muros que normalmente são alvos de pichações, recebam a arte do grafite, que traz uma mensagem de amor, de diversidade, valorização das culturas, dos povos, das minorias e meio ambiente. Fica bonito, colorido e todas as pessoas param para elogiar”, explicou o prefeito Rogério Lins.

       A parceria, entre outras tantas com a iniciativa privada voltada à cultura e entretenimento, se deu por meio do projeto “Oka Arrumando a Casa”, ação social do escritório de arquitetura que acredita que os espaços públicos devem gerar experiências positivas e que a integração entre sociedade, poder público e iniciativa deve caminhar em sintonia.

       “Eu mesmo já fiquei algumas vezes parada no Viaduto Tancredo Neves, sem ter nada para olhar a não ser o cimento do viaduto. O fato de ter uma galeria a céu aberto já ‘quebra’ a rotina. Unimos os artistas e durante esse processo aprendi muito com eles. A cidade ganha muito com esse trabalho, todos ganham na verdade e ainda enriquecemos culturalmente a população”, disse Faviana Okamoto, arquiteta que desenvolveu o projeto em entrevista a Secretaria de Comunicação de Osasco.

FOTOS:




















Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem