O polêmico Conjunto Miguel Costa, localizado na região do Quitaúna em Osasco, passa por uma nova polêmica que gerou insatisfação por parte dos recém moradores que acabaram de receber as chaves dos apartamentos. Com projeto iniciado na gestão do Jorge Lapas, o condomínio localiza-se entre o Rio tietê, o Quartel de Quitaúna e a Linha férrea da CPTM, tendo seu acesso limitado por uma rua pertencente ao Exército brasileiro.

     Na última Quarta-feira (27/11) houve uma manifestação na Avenida dos Autonomistas coberta pela figura pública Mazzinho Mazz em seu Facebook. Devido a falta de acesso por veículos, os moradores devem caminhar até o acesso criado para os pedestres em horários determinados. Mazzinho defende que o acesso deve ser permitido até a construção de uma solução, pois muita gente tem sido prejudicada por esse bloqueio. 

       A Prefeitura de Osasco buscou recursos para a construção de um viaduto que serviria como alça de acesso para os moradores do bairro urbanizado. Porém, desde a última polêmica não houve nenhum pronunciamento oficial sobre a execução do projeto.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem