Campinas, Guarulhos, Cotia, Osasco e Santos tem, respectivamente, os maiores gastos por vereador em todo o Estado de São Paulo segundo dados divulgados à Globo News com exclusividade pelo TCE do Estado. O custo das Câmaras Municipais de 44 cidades paulistas variou de 1 milhão à 3,22 milhões de reais, send Osasco e Cotia com um custo de aproximadamente R$ 2,5 milhões por vereador.

       Segundo o TCE SP, os dados permitem que o "cidadão conheça o custo e a quantidade de vereadores que o representam nas câmaras municipais", para assim, incentivar a participação popular em eleições para as Câmaras Municipais que em Osasco, por exemplo, possuí a cada ano um número record de votos brancos e abstenções, facilitando a criação de "currais eleitorais" em igrejas e comunidades locais.

       Segundo o professor de Gestão Pública da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) Marco Antônio Teixeira em entrevista para a Globo News, "o custo para manter a democracia nunca é alto, mas a sociedade precisa olhar mais para as instituições como as câmaras, que manuseiam seus orçamentos com um grau de liberdade enorme".

       A Câmara Municipal de Osasco esclarece que, sob a ótica do custo por habitante com vereador, a cidade é classificada como 466º mais econômica, ou seja, é um dos mais baratos do citado levantamento. A Casa diz que vem adotando medidas a contenção de despesas como a decisão de não renovar o aluguel de veículos que eram utilizados pelos parlamentares, além do projeto papel zero, que tem o objetivo de diminuir digitalizar todos os trâmites da corporação.

      A Câmara Municipal de Cotia afirmou que o gasto por vereador embora seja um indicador útil para análise do gasto público, merece ponderações em alguns casos em que temos municípios com grandes orçamentos e com número reduzido de vereadores.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem