Desde 2012, a rede social Facebook tem sido usada por munícipes osasquenses com o fim da criação de grupos onde todos pudessem se manifestar livremente sobre problemas da cidade relacionados à segurança, zeladoria, educação e diversos assuntos que são responsabilidade da gestão municipal.

       Nos últimos anos com a radical polarização política do país, muitos grupos da cidade como o Reclamações da Cidade de Osasco, Cidade de Osasco e o Osasco Protesta Aqui tem tornado-se currais de eleitores e opositores do atual governo federal, onde as postagens relacionadas ao Presidente e candidatos tem se sobreposto perante as postagens de problemas da cidade. Os munícipes tem se atacado devido opiniões políticas divergentes ao invés de continuar com o foco das gigantes comunidades.

       Ao tentar chamar a atenção de administradores de tais grupos, muitos membros acabam sendo hostilizados e veem como única solução sua retirada de tais canais de comunicação. Conversamos com o criador de um dos grupos, atualmente afastado do posto, para sabermos a sua opinião sobre o assunto (preferiu não se identificar): "Criei o grupo com uma única intenção: Promover um canal de comunicação entre a gestão e a população, pois sei que monitoravam as postagens. Infelizmente isso deu brecha para muitos oportunistas que buscaram se promover em cima da popularidade adquirida por meio desses canais. Fico triste. Ao invés de nos unirmos, nos polarizamos e esquecemos que só queremos uma cidade melhor", desabafa.

       "Parece que todos atualmente tem tido interesses políticos na cidade, vemos pretensões em tudo e fica difícil confiar em qualquer pessoa. Na época em que era administrador, me acusavam de oposição, de receber dinheiro da Prefeitura e de diversas coisas das quais prefiro não comentar. Eu tentava manter a ordem e deixei o grupo nas mãos de uma administradora que me ajudava na época. O destino do grupo não foi tão bom quanto eu esperava mas me satisfiz em tomar distância, as pessoas ficaram selvagens", completa.

       Antes de tomarem esse rumo, as comunidades virtuais estavam começando a criar um canal direto e interessante com vereadores e com a própria Prefeitura, atualmente não se vê o mesmo empenho da população em divulgar problemas de verdade.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem