Escadaria Vila Yolanda
Os bairros mais afastados da região central de Osasco possuem algumas vielas e escadarias problemáticas que tornam-se nocivas à saúde pública, mobilidade urbana e à segurança pública de locais que tinham total potencial para tornarem-se pontos de interesse para os moradores dos respectivos bairros.

A escadaria da foto ao lado é localizada no Vila Yolanda, bairro na região Centro-sul da cidade. A passagem liga a Avenida Ailton Tedeschi, à Rua Cleide Imaculada Bueno e serve de caminho para diversos estudantes e trabalhadores do bairro, além de servir como porta de entrada para residências de baixo padrão que ali se localizam.

A escadaria possui água suja corrente com mal cheiro em suas áreas de escoamento laterais o dia todo, durante o período em que o bairro foi visitado, crianças brincaram próximas da boca de lobo do “escadão” - como chamam - quase em contato com a área contaminada. Além disso, diversos idosos se depararam com o desafio de subir os degraus irregulares sem nenhum suporte. Moradores da região disseram que durante a noite nem iluminação pública há. O bairro tem loteamentos já antigos e esse problema existe desde seus primórdios. Mesmo após diversas obras da SABESP no local devido ao entupimento da boca de lobo, nenhum órgão público reconheceu o problema a ponto de soluciona-lo. 

Osasco
Escadaria Fundação Bradesco
Um exemplo bem sucedido que poderia ser utilizado como referência em toda a cidade é a Escadaria da Fundação Bradesco, localizada na Vila Campesina. A passagem foi uma solução para a topografia local, onde a Escola utilizou da criatividade de seus alunos para comporem um mosaico feito com pequenas pedrinhas representando o desenho dos alunos da Escola localizada no bairro. Além disso, o local possuí corrimãos e uma área isolada destinada ao escoamento de água.

Sem devida manutenção, os bairros da cidade podem ser tomadas por uma criminalidade que se apossa de locais vulneráveis e com pouco potencial de movimento devido à sua inospiedade. Cenas de sexo, vendas de drogas e usuários foram descritas por moradores do Vila Yolanda que moram nos arredores do local visitado. Com uma revitalização e manutenção decentes, a cidade com certeza teria muito a ganhar com pouco custo oriundos de cofres públicos.
Postagem Anterior Próxima Postagem