Tentativa de enforcamento de Sr. Francisco

Na última noite de quinta-feira (15/08/2019), um morador de Osasco tentou suicídio na Ponte Dona Ignez de Colino, que da acesso aos bairros Bonfim e Presidente Altino, na região central de Osasco. O homem foi resgatado e reanimado por voluntários, é a pivô disso tudo foi a voluntária Carol Cerqueira, moradora de Osasco que estava distribuindo comida e kits de frio aos moradores em situação de rua da cidade. As quatro enfermeiras responsáveis por reanimar o morador foram a Thaise, Jaqueline, Delzenir e Nayra. 

Carol é fundadora do Instituto Caminhos da Injustiça, sediado no Conjunto São Cristóvão, no Bandeiras, Zona Sul de Osasco. Com mais de 75 cursos 100% gratuitos, a instituição conta com a participação de fisioterapeutas, psicólogos, coach, professores de Educação financeira, Yôga, informática e até mesmo advogados que prestam diversos serviços voluntários à população carente, de risco e com parentes inseridos no sistema prisional na Região Metropolitana de São Paulo. Uma das motivações para a fundadora da instituição dedicar seu tempo à ações voluntárias veio do episódio de quando seu marido, Lerilson, ficou preso durante cinco anos por um crime que ele não cometeu. Um dos objetivos da instituição é discutir sobre as injustiças e falhas cometidas pelo sistema judiciário brasileiro.


Carol Cerqueira

Em contato com a protagonista da ação de salvamento, a Osascomídia conseguiu uma entrevista onde Carol explicou exatamente seu percurso naquela noite com os demais voluntários que a levou para a cena da tentativa de suicídio: "Toda quarta feira nós saímos nas ruas para fazer entregas das marmitas e cobertores com kits de roupas e kits de higiene. Excepcionalmente, essa semana por uma questão de agenda de todo meu grupo, marcamos para a quinta feira dia 15/08. Essa quinta feira foi diferente, pois acabamos atrasando um pouco pra sair de casa, e dessa vez eu não fiz um roteiro especifico para as nossas paradas. No meio do caminho nos estávamos indo pra Presidente Altino, porém no carro pedi ao meu marido pra que fosse primeiro para o Centro de Osasco, pois ali embaixo da ponte que da sentido a Maria Campos tem uma gestante de quase nove meses, que nós estávamos sempre levando comida pra ela, quando cheguei lá a gravida não estava, então nós logo estávamos saindo da ponte, quando derrepente avistei um monte de gente do outro lado da rua com celular na mão filmando para o alto, quando eu olhei para o alto o Sr Francisco (foto em anexo) estava já pendurado e inconsciente".

Após ligar para os bombeiros, com a ajuda de moradores de rua locais, seu marido e voluntários de sua equipe, Francisco foi retirado do peitoril do viaduto com muito esforço e após sentirem seu pulso, o voluntário Nilton e quatro técnicas de enfermagem conseguiram fazer os procedimentos vigentes para fazer a reanimação do cidadão. Com a chegada das autoridades, o morador já estava reanimado e o constataram como vivo, causando emoção em Carol, seu marido e sua equipe: "Aquele momento só agradeci a Deus por eu e toda a minha equipe não termos desistido da vida dele, pois as pessoas la embaixo (da ponte) já tinham desistido e estavam apenas filmando. O bombeiro pegou meus dados e telefone e nos fomos embora."

Até o momento da entrevista (16/08/2019), Francisco estava internado pare receber assistência médica e após conversar com sua esposa, o Instituto irá prestar assistência psicológica para a vitima e sua família de forma a tentar melhorar a situação causadora dos fatos acima. Nesse artigo, iremos deixar uma nota de aplauso à Carol, seu marido e toda a sua equipe.

Postagem Anterior Próxima Postagem