No final da Avenida Getúlio Vargas, localiza-se o Helena Maria, um dos locais mais populosos da Região norte de Osasco. Logo no portal de entrada do bairro há um marco arquitetônico que quase passa despercebido: A Capelinha do Helena Maria, uma das obras do Arquiteto Oscar Niemayer que batiza a região comercial. A partir daí as características da Zona Norte mudam, parece que estamos no centro de outra cidade.

Agências bancárias, Supermercado Extra, Lojas Pernambucanas, Casas Bahia e uma biblioteca municipal fazem parte do vasto mix de lojas que circunda a região. O bairro atraí pessoas da Zona Norte de Osasco como um todo que estão em busca de serviços e não estão dispostos a se deslocar até o centro da cidade. Além disso, o Terminal Urbano com o mesmo nome do bairro, possuí linhas da Viação Osasco e Urubupungá para todos os extremos do município.


"Quando me mudei da Zona sul para a zona norte de Osasco admito que tive receio de todo o deslocamento que eu teria que passar até chegar em serviços essenciais. Hoje vejo que aqui tenho muito mais acessibilidade para tudo. Só vou pra Zona sul de Osasco trabalhar, de resto faço tudo aqui!", afirmou a moradora Janaina Souza.

O complexo comercial gira em torno das Avenidas Getúlio Vargas, Presidente Médici e Presidente Costa e Silva. Juntos, os eixos possuem uma extensão semelhante à Rua Primitiva Vianco, no centro de Osasco. Era ainda para o bairro receber uma subprefeitura, projeto realizado na Gestão Lapas que acabou sendo deixado no papel sem mais explicações.

Apesar de todos esses serviços e potencial, os moradores relatam que falta mais atenção da esfera pública para com o bairro, tendo em vista a pouca manutenção das calçadas, da malha viária e da iluminação pública. Com o investimento correto, o Helena Maria seria um forte concorrente de outros centros de comércio da região, inclusive do Calçadão da rua Antônio Agú.

Postagem Anterior Próxima Postagem