Osasco

Com as últimas novidades divulgadas pela Prefeitura de Osasco referentes à revitalização da região central da cidade (clique aqui), os munícipes tem reclamado da falta de atenção do poder público com as diversas áreas de lazer e circulação sem a manutenção necessária percorrendo os bairros (sobretudo mais periféricos) do portal de entrada da Zona Oeste paulistana.

Moradores do Conjunto dos Metalúrgicos, por exemplo, reclamam constantemente da situação do Parque Municipal do bairro, inaugurado na gestão Jorge Lapas (PDT). A moradora Eloah Tyler desabafa na ferramenta de avaliações do Google: "Amo esse parque , mas as pessoas são muito sem noção deixam lixos pra todo lado e fora que vc está com a família e derrepente sente um cheiro imenso de maconha , é muito desagradável". Constantemente percebe-se pelas redes sociais comentários semelhantes criticando também o estado de conservação dos equipamentos públicos do local.

Avenida Bussocaba

Apesar de notarem uma gradativa melhora nos serviços de zeladoria em Osasco, é decorrente notar diversas praças com grama alta, bancos quebrados, calçadas obstruídas, sem lixeiras e com iluminação precária. Essa característica não se restringe às periferias. Bairros como Bela Vista, Vila Osasco e Cipava estão dentre os locais com maiores queixas da falta de zeladoria. Um grande exemplo é a Praça Duque de Caxias, que fica na região central e nunca passou por uma boa revitalização. Assim como a Praça Padroeira do Brasil.

A cidade de Carapicuíba fez um projeto de adoção de espaços públicos que tem gerado resultados interessantes quando o assunto é zeladoria. Esse serviço já é adotado em algumas praças e canteiros de Osasco, que inclusive, são os mais bem conservados e com uma decorrência maior de serviços básicos.

Vila Yolanda

Calçadas e circulação são pautas muito mencionadas depois que o Vereador Elissandro Lindoso lançou seu projeto de lei para incentivar o aterramento de fios em toda a malha viária de Osasco. Postes de luz ocupam o espaço já inexistente da maioria das calçadas com grande circulação. Além disso, o maior problema percebido no dia a dia é a falta de acessibilidade para pedestres com limitações físicas, sejam elas visuais ou de locomoção.

A revitalização da região central pode ser apenas o primeiro passo de muitos, mas a população espera que a Prefeitura de Osasco comece a olhar pelos bairros que sempre foram esquecidos pelo executivo. Assim, a cidade avança de norte a sul quando o assunto é qualidade de vida.




Postagem Anterior Próxima Postagem